Ian Somerhalder escreveu um artigo muito interessante para o blog The Huffington Post, no artigo, ele aborda o futuro da juventude e aspectos sustentáveis, leia abaixo.

Os jovens de hoje, a força da mudança de amanhã.

Os filósofos sempre falaram dos mais jovens. Socrates disse que os mais jovens ”contradizem os familiares, estão sempre a tagarelar, comem guloseimas durante a aula, cruzam as pernas, ironizam os seus professores.” De volta em 1274, Peter the Hermit lamentou que ”os jovens de hoje, não pensem em mais nada para além deles mesmos.” Os intelectuais mais recentes já admitiram o seu ‘desgosto’ pelos jovens: o dramaturgo irlandês George Bernard Shaw disse que ”a juventude é desperdiçada nos jovens”.

Quando eu li estas frases, fiquei a pensar que nenhum destes homens deve ter passado muito tempo com pessoas jovens. Pergunto-me se eles algum dia tiveram contacto com a juventude com esperança sem limites, a sua abnegação e seu entusiasmo.

Ou talvez, o mundo de que estes filósofos falaram, é diferente do nosso. Educação em massa e uma melhor nutrição significa a geração atual de jovens, e que são os mais inteligentes que o mundo já viu. Pontuações médias em testes de inteligência têm vindo a aumentar ao longo de décadas .

Eu posso dizer isto: os jovens que eu tive a sorte de conhecer durante o meu trabalho como ambientalista e humanitário, e embaixador do UN Environment, falam sobre os vários desafios que o nosso mundo enfrenta. Num mundo onde estamos a ter problemas com algumas crises, de qualquer idade, isto devia de nos dar esperança.

Ainda assim, existe muita coisa que precisa ser feita. Em resposta ao comentário de Bernard Shaw sobre jovens, alguém respondeu isto ” sabedoria é desperdiçada no velho”. É fácil arranjar evidências para isto: os adultos têm supervisionado o número dos trends que ameaçam nossa vida subindo – mudança de clima, poluição do ar, desigualdade, a rápida extinção de espécies e a perda de biodiversidade, estás são só algumas. Isto aconteceu no nosso tempo, com adultos na supervisão.

Felizmente, existem homens e mulheres entre nós que são sábios o suficiente para entender os perigos que estas e outras ameaças colocam. Eles têm andado a trabalhar incansavelmente para existir uma campanha global de ação que visa combater essas ameaças.

Conhecido como ”Metas De Desenvolvimento Sustentável” (The Sustainable Development Goals) os objetivos são colocado para fora nesta convocação para um futuro melhor , se cumpridos, irá reverter os danos causados ao nosso planeta, nossa saúde e nossas sociedades.

Então é essencial que nós contribuamos coma nossa sabedoria coletiva para este plano para as nossas crianças, que à medida que amadurecem e crescerem podemos passares-lhe a mensagem e eles erão os únicos a supervisionar o sucesso desta tarefa monumental. Quanto mais cedo forem habilitadas, mais cedo podemos começar a curar o nosso planeta.

Como as coisas estão a ficar, nós vamos deixar as nossas crianças com um monte de problemas do meio ambiente para resolver. Com as quantidades de lixo em volta dos nosso oceanos por vezes provocando a morte de animais marinhos, tornando assim impossível a sua reprodução. É preocupante, que cerac de 20% dos recifes de coral foram destruídas, enquanto que também estamos em risco de colapso iminente da pesca excessiva e outras atividades humanas.

Na terra, nós estamos a destruir florestas de formas cada vez mais criativas. Essas florestas, dão-nos o ar que respiramos, a água que bebemos e muita da comida que comemos. Proteger estas florestas porde ajudar 1.6 bilhões de pessoal que depende de florestas nas suas vidas para adaptação do clima. Esses são recursos vitais que estão a ser vandalizados.

Para fazer as coisas piores, dos 8,300 espécies selvagens conhecidas, 8% já estão extintas e outros 22% estão em risco de extinção. A culpa por grande parte desta barbaridade encontra-se firmemente na humanidade. Nós estamos a estragar as florestas onde estes animais vivem, nós estamos a poluir os nossos oceanos e a destruir os corais onde eles prosperam, e nós estmos a errar em tentar parar o trafico e morte ilegal de animais selvagens.

”Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” (The Sustainable Development Goals) procura reverter este dano. Eles pedem ajuda para ações urgentes para acabar com a caça furtiva e o trafico de animais selvagens de todas as formas. Elefantes e rinocerontes passaram a ser os símbolos mais tristes do abate em animais por seres humanos, que procuram fins lucrativos, mas existem centenas de outras espécies – Rhinoplax vigil, tartarugas marinhas, tigres, macacos, e o meu favorito, pangolim – que são ameaçados de extinção como resultado da ganância humana e consumo desinformado.

Os jovens podem ter um papel maior no fim desta matança. Armados com paixão e conhecimento sobre repercussões mais amplas do comércio ilegal de vida selvagem- a devastação a devastação que colhe nas economias locais, a perda selvagem da própria ecossistemas humanidade depende de prosperar, jovens podem exigir a diferença. Eles podem instalar governos para acabar com o comércio ilegal, eles podem exigir proteção para habitats vitais e ecossistemas, eles podem mudar os sistemas de crenças tradicionais que estão  no centro de alguns dos assassinatos mais notórios. Uma vez capacitados com conhecimento, esta geração terá a melhor chance ainda de reverter algumas das tendências ambientais mais preocupantes .

Isto é porque eu acredito no poder dos jovens para fazer as mudanças de que nós precisamos para ver no mundo. Dadas as ferramentas certas, eles são a nossa grande esperança para lutar de volta contra os males de hoje. Se eles são bem sucedidos. É vital que eles entendam que ” Metas De Desenvolvimento Sustentável” (Sustainable Development Goals) defendem que eles tem de aprender como usar essas metas para trazer a mudança que o mundo precisa tão desesperadamente .

É por isso que eu vou fazer um plano de aula, como parte da maior missão do mundo – um esforço global surpreendente para educar os jovens deste mundo sobre as metas estabelecidas para a agenda de 2030. Eu vou emprestar a minha voz para ajudar professores a informa-los sobre a vida debaixo de água (meta 14) e a vida na terra (meta 15): porque é que os ecossistemas importam, porque é que a biodiversidade importa, o que acontece quando insustentavelmente nós usamos e ilegalmente matamos os nossos animais selvagens.

Eu espero que através do curso destas lições, que o ano passado alcançou escolas pelos 160 países, nós possamos aumentar o seu amor inerente pelo único planeta que temos, e garantir que eles nunca deixem esse amor como eles deixam seus estudos para trás.

Este mundo é um sítio incrível mas precisa de olhos frescos para o defender. Eles defensores já caminham entre nós : Eles são os jovens de hoje, a força da mudança do amanhã.

Fonte.

Tradução: Mónica Bastos. Não reproduza sem os créditos. Equipe ISF.

últimas fotos enviadas
Layout criado e desenvolvido por Flavi.A - Todos os direitos reservados - Host: Flaunt