Maranda Pleasant: O que faz você vivo? Ian Somerhalder: “O que não faz” é a melhor pergunta O mundo é tão tremendamente espetacular que cada visual, sentido e conexões incha minha paixão desenfreada pela vida. Eu acho que eu sinto isso mais quando eu estou imerso na natureza e corre a corrente sanguínea do deserto. Os sons sinfônicos da natureza despertam cada célula do meu corpo, nesse momento, sem duvidas, eu me sinto realmente vivo.

MP: O que faz você se sentir vulnerável? IS: Por incrível que pareça, muito pouco me faz sentir vulnerável esses dias. Eu bati minha vulnerabilidade absoluta quando eu voltei ao meu estado natal da Louisiana durante o desastre de derramamento de óleo no Golfo, e testemunhei a devastação em massa de cada manifestação de vida ao meu redor – de grama, arvores, igarapés, insetos, animais e pessoas – nós todos nos sentimos demolidos. Superar essa ferida, a verdadeira vulnerabilidade, tão profunda e ecoando, eu sabia que nunca ia querer me sentir assim novamente.

MP: Se você pudesse dizer algo para todos no planeta, o que seria? IS: Mais do que nunca, é muito evidente que estamos precisando de recursos naturais. Nós configuramos e reconfiguramos para tentar encontrar uma maneira de manter esses ativos naturais, quando, no fim, nós estamos omitindo a mais abundante, dinâmica e poderosa recurso que nós temos disponível – nossa juventude. A juventude tem um talento para inventar idéias progressistas. Se levarmos a sério a nossa juventude, fornecer ferramentas para fortalecer suas proezas naturais e capacitá-los para fazer as mudanças que eles querem ver no mundo, então este planeta e suas criaturas terão a chance de se curar e prosperar.

MP: Por que proteger o ambiente é pessoal para você? IS: Cresci na parte rural de Louisiana, o ecossistema em torno da nossa casa teceu harmoniosamente nossa familia e em nossa vida diária. Cada lição de vida que escorria em seu caminho em meu ser veio a partir de uma relação de respeito mútuo entre o meio ambiente e minha familia. Nós fomos criados para apreciar os ensinamentos dos animais e a magnificência da beleza natural intocada. Este entendimento do nosso ecossistema precioso e complexo levou-me ao longo de cada capitulo da minha vida e é uma coluna significativa da minha identidade.

MP: Quais são suas maiores preocupações agora? IS: Eu realmente aprecio essa pergunta, porque isso fornece uma oportunidade para explorar uma nova maneira de pensar. Muitas vezes, nós, da Ian Somerhalder Foundation (ISF) somos perguntados qual é o nosso objetivo principal – mesmo que seja o desmatamento, a preservação de espécies, a saúde de nossas águas, etc. A maneira que nós entendemos isso é que todas essas questões são interdependentes, então se nós focamos nossa atenção para um problema particular e negligenciamos outros, não seria suficiente para ver o verdadeiro alcance dos nossos problemas globais atuais. As mudanças feitas nessa forma de pensamento são limitadas e auto-suficiente. Em vez disso, se reconhecermos a interligação das mudanças de nossas necessidades no planeta, nós nos tornamos verdadeiro solucionadores e nosso poder unidos é incomparável.

MP: Como você se manter seu centro no meio do caos? Você tem uma rotina? IS: Todos nós existimos em um tempo de crescimento exponencial generalizado. Nós estamos mais ocupados que nunca. Quando as coisas se acumulam um em cima de outros, eu tento ter um momento de: respire, sorria e repita. Este mantra ajuda a me alinhar com a minha realidade fora do barulho supérfluo. A visualização também é essencial. Quer se trate de ter um visual fisicamente o que você quer realizar na sua frente, como uma lista de execução ou uma placa de visão, ou mentalmente visualizar e tirar um tempo para meditar.

MP: O que tem sido uma das suas maiores lições de vida até agora? IS: “Não é quem você conhece, é quem você não conhece.”

Um querido amigo e colega meu uma vez disse isso a mim, e isso alterou profundamente o modo pelo qual eu entendo a conexão e interação. Seu maior aliado ou seu maior professor pode estar sentado ao seu lado, sem o seu conhecimento. Colaboração – o entrelaçamento final de habilidade, paixões e conhecimento – é o que inventa as formas mais inquebráveis de fazer mudanças. Quando nós unimos nossas vozes apaixonadas, o poder ecoando é magnificamente ensurdecedor.

MP: Que verdade você sabe com certeza? IS: Nós vamos, em algum momento, refletir de volta nossa aceitação desenfreada de especismo com profundo arrependimento. Nossa jornada para entender que todas essas demonstrações de vida possuem valor iguais é um processo lento e angustiante. A vontade de viver que nos possui para criar a medicina, para se tornar bombeiros ou professor, é a mesma vontade de viver que é tecida em todos os seres vivos. Estamos todos nessa nossa vida nesse planeta com uma quantidade limitada de tempo e compreensão cósmica, mas sabemos que uma coisa é certa: Nós desejamos viver. Compartilhamos esse anseio pela vida e amor com todos os seres que voam, crescem, deslizam ou nadam entre nós. Isso vai levar uma mudança na consciência para alcançar o próximo nível de entendimento, e eu acredito que a nossa juventude pode guiar nós para lá.

MP: Nos fale sobre seus projetos recentes. IS: Primeiro, eu estou realmente animado de finalmente ser formalmente designado como Embaixador das Nações Unidas este ano no dia Mundial Do Meio Ambiente, que tem apoiado por anos. Eu realmente estou ansioso para trabalhar uma série de prioridades ambientais, incluindo uma campanha contra o comércio ilegal de animais silvestres; um comércio que está dizimando os elefantes, rinocerontes e muitas espécies menos conhecidas, como Pangolins, em toda a África. Fiquei bastante chocado ao saber que cerca de 30.000 elefantes são mortos todo ano para abastecer o comercio de marfim, apesar de uma proibição internacional desde 1989, e que 60% dos elefantes da floresta já foram eliminados. Nesse ritmo, especialistas dizem que as populações serão extintas na próxima década. Atualmente, com a ISF, temos orgulho de estar desenvolvendo e crescendo nosso programa UFactor, que dar poder para nossa juventude para identificar a sua paixão, cultivar os seus talentos e ampliar o seu propósito. Tivemos o nosso evento piloto há alguns meses e fomos alegremente sobrecarregados com feedback positivos. Nós também lançamos recentemente um programa para prestar assistência médica para salvamentos e agencias de cuidados com animais que estão trabalhando incansavelmente para curar nossos companheiros de quatro patas ou às vezes de três patas, necessitados. Estaremos lançando algumas novas iniciativas fenomenais que combinam forças entre o poder inexplorado de nossa juventude e a sabedoria infinita possuída por animais. Fiquem ligados!

O vampiro mau, que teve a primeira experiência de morte na ilha em Lost, agora busca conhecimento e união entre os ativistas globais para curar e proteger o nosso planeta e suas criaturas. Ativista de dia, sugador de sangue a noite, amante de ação e um admirador de palavras, mas no fim das contas, um artista no coração.

Fonte

Tradução: Thais Miranda. Não reproduza sem os créditos. Equipe ISF.

últimas fotos enviadas
Layout criado e desenvolvido por Flavi.A - Todos os direitos reservados - Host: Flaunt