Quando The Vampire Diaries voltar para a sua última temporada, Damon (Ian Somerhalder) e Enzo (Michael Malarkey) ainda vão estar sob a influência assassina do mal desconhecido que tem estado à espreita no cofre da Armory. E, ainda que tenhamos um pequeno precioso tempo com os nossos personagens favoritos de TVD – 16 episódios para ser exato – Eu, por exemplo, estou muito animada porque vamos passar uma porção desse tempo com o ‘Damon Obscuro’ (mesmo que ele esteja sujeito a controlo de mente).

E como a roteirista/produtora/diretora da série, Julie Plec disse, esta temporada vai trazer TVD de volta às origens, e para Damon, isso significa voltar a conectar-se com o seu lado negro. Quando The Vampire Diaries começou, em 2009, Damon não era o anti-heróis fã que ele é agora. De fato, ele não era o herói; ele era o Grande Mau. Com os oito primeiros episódios sozinho, Damon transformou a irmã de Matt, Vicki numa vampira, foi tentado a seduzir o Stefan para beber sangue humano, matou impendiosamente pelo menos três pessoas — a melhor amiga de Stefan, Lexi, incluída — e violou a Caroline mentalmente, fiscalmente, e provavelmente sexualmente.

Resumindo, Damon não era uma boa pessoa, mas como The Vampire Diaries continuou, a série começou a focar-se mais nas razões por de trás do bom comportamento do Damon, e mais especificamente, nas razões pelo qual ele pensava que não merecia bondade. Isso não quer dizer que a compreensão da patologia por trás das ações de Damon os torna menos abominável, mas ao expor o problema interior de Damon percebemos o tipo de homem que ele quer ser versus o tipo de homem que ele pensa que é, The Vampire Diaries transformou o Damon numa figura complicada que nunca parou de desafiar os limites da audiência quando tem haver com empatia e perdoar.

Isso é porque enquanto Damon cresce imenso desde que retornou a Mystic Falls, ele mantêm o seu pior inimigo. Quando o confrontam com uma decisão dificil, os espectadores nunca sabem qual Damon irá responder: o nobre Damon, que sacrifica tudo para ajudar aqueles que ele ama, ou o Damon obscuro, que irá chicotear e abandonar os seus amigos quando não quer encarar a realidade. É uma batalha que Damon ainda está a lutar estes dias e o seu novo ‘mal’ está pronto para levá-lo para o próximo nível.

Ao tirar o controlo de Damon, este novo vilão também tirará a habilidade de Damon de fugir das suas decisões. O que significa que não há distrações, garrafas para se esconder, isso significa expiar o passado do Damon, para que o mesmo se possa confrontar. Há apenas a verdade, que é , apesar de o Damon estar a ser forçado a matar, por baixo do comando da mulher, ele não tem desculpa para o seu passado. é possível que, ao ser forçado a uma luta literal entre o controlo do ‘mal’ e a sua humanidade. Damon irá ganhar a perspectiva ilusiva que ele sempre precisou e, finalmente, encontrar paz com ele mesmo. Isso pode parecer bastante otimista com o fim da série próximo ( e o retorno de Nina Dobrev), se o Damon realmente quiser um final feliz com a Elena, ele precisa de ser a pessoa que ele sempre disse que queria ser.

Por último, o Damon obscuro vai dar-nos muitas cenas com a assinatura de Somerhalder. No fim do dia, precisamos de mais alguma coisa?

Fonte. 

Tradução: Mónica Bastos. Não reproduza sem os créditos. Equipe ISF.

últimas fotos enviadas
Layout criado e desenvolvido por Flavi.A - Todos os direitos reservados - Host: Flaunt