Em entrevista ao Watch What Happens Live, com Andy Cohen, Paul contou que teria feito um final totalmente diferente para Vampire Diaries.

“Eu acho—de verdade que os dois irmãos deveriam ter morrido”, admitiu ele. “E eu me sinto bem com o final, apesar de que eu teria gostado se nós dois tivéssemos morrido e que Elena—a garota no fim da série—tipo, que toda a memória dela fosse apagada e ela fosse viver uma vida normal e esquecesse que nós existimos. Acho que que teria sido legal“. 

A ideia do ator agradou uma das convidadas, Jane Lynch: “Uau, você deveria estar escrevendo essa série”. 

Ainda sobre a série, o ator recordou como foi seu preparo para viver seu papel. “Baseado nas fotos de peitoral, claramente muita malhação”, brincou ele. “Muito treino. Muita depilação no peito… Bem, eu estava intepretando um garoto de 17 anos, então eu meio que não tinha escolha”.

Paul confessou que o fim de seu personagem foi exatamente como ele queria que sua história terminasse. “Fiquei muito feliz que ele morreu”, ele compartilhou. “E eu realmente pedi que ele morresse. Senti—sim, porque ele fez muitas coisas ruins e eu senti que ele merecia a morte.”

Obviamente, nenhum momento remanescente de Vampire Diaries estaria completo sem mencionar Ian Somerhalder, que interpretou seu irmão. Depois de ser perguntado se os irmãos pareciam amantes de Andy, Paul teve a melhor resposta.

“Bem, sabe, Ian sempre diz que o melhor romance do programa são os irmãos. E eu realmente concordo com isso de várias maneiras. Sabe, só porque não era um romance sexual, ainda era um romance”, disse ele.

De fato, ele disse que o bromance dos Salvatore era tão real fora da tela quanto na tela. “Ian é um cara muito amoroso e nos abraçamos muito”, continuou Paul. “Nós ainda não trocamos carinho. Mas não, nós nos abraçamos e ele me dá beijos nas bochechas o tempo todo. Ele é o cara dos abraços”.

Fonte: E!.

últimas fotos enviadas
Layout criado e desenvolvido por Flavi.A - Todos os direitos reservados - Host: Flaunt