Se todas as celebridades se inspirassem um pouco em Ian Somerhalder e usassem a sua notoriedade para inspirar uma mudança social, o mundo seria um lugar mais bonito, com certeza. Somerhalder (um homem de 35 anos de Louisiana que começou como modelo aos 10 anos) participou de filmes como The Rules of Attraction e seriados como Lost e Smallville. Pelos últimos seis anos, o galã de olhos azuis vem atuando como o vampiro Damon em The Vampire Diaries. Somerhalder, que tem milhões de seguidores nas redes sociais, fundou a Ian Somerhalder Foundation para apoiar e aumentar a conscientização sobre a conservação, energia verde, e desmatamento. Atualmente, ele está construindo seu primeiro santuário para animais abandonados e abusados – o primeiro de muitos. Apaixonado, confiante e talentoso, Somerhalder está deixando sua marca – e não, não estamos nos referindo a mordida de vampiro.

Ian, como é a sensação de estar na sexta temporada de The Vampire Diaries?

Neste ponto, nós estamos bastantes seguros em nossos papéis. Mas enquanto algumas pessoas iriam no piloto automático, nós não temos essa situação como uma coisa garantida. Nós somos uma família. Nós nos apoiamos sempre. Nós tiramos sarro um do outro o dia todo. Levamos o trabalho bem a sério, mas insistimos em se divertir.

O que você diria que são as suas características mais marcantes?

Eu me esforço de manha até a noite. Foi assim que eu fui criado. Mas as vezes eu posso ser meio avoado como resultado. Eu esqueci minha carteira essa manhã e quando eu cheguei no set de gravações eles não iam me deixar entrar. É incrível o quanto eu esqueço minha chave ou minha carteira.

Sua fundação criou iniciativas de conservação, facilitou educação na juventude, financiou pesquisa sobre energia verde, e montou um santuário animal. Você também participou do documentário ganhador do Emmy, Years of Living Dangerously. O que leva você a fazer tudo isso?

Eu sou de Louisiana. Minha mãe é uma linda fazendeira de Mississippi e meu pai um homem do interior. Os dois me ensinaram sobre o equilíbrio entre humanidade e meio ambiente. Desde pequeno eu aprendi a respeitar a fauna e a flora. Minha mãe me ensinou sobre agricultura e o solo. Eu vi que o equilíbrio se torna desequilibrado quando nós tomamos mais do que damos.

Como você decidiu criar a Ian Somerhalder Foundation?

Eu fazia parte do elenco de Lost, vivendo no Hawaii. Eu testemunhei tanta degradação ambiental. Então teve o derramamento de óleo no Golfo do México e o lugar em que eu cresci foi essencialmente destruído. Eu me senti totalmente impotente.

Como você se sente quando alguém critica a geração mais jovem?

Eu estava em um painel ano passado no SXSW junto com Bryn Mooser e Sophia Bush e o moderador Matthew Bishop trouxe o conceito de “slack-tivism” – que é a noção de um grupo de jovens de 14 anos e de meia-idade sentados em seu sofá, tuitando sobre mudanças. Nós precisamos despotencializar as palavras. É muito impreciso. Nosso novo programa de educação está focando em libertar o potencial nas pessoas mais jovens, ajudando essas pessoas a identificar suas habilidades e paixões, e como ajustar esses dois. Eu tenho que acreditar que isso tem o poder de mudar a educação.

Você também mencionou a necessidade de uma “pausa” na tecnologia. Por que isso é importante?

É sobre manter a sanidade. Nossos cérebros são bombardeados por estimulações. Tirar um domingo longe de computadores e celulares pode ser desconfortável no inicio, mas é incrível.

Além de um bom estado de espírito, você está claramente em ótima forma física. Quais são as suas filosofias de orientação sobre alimentação?

Eu passo alguns meses viajando pelo mundo todo ano, comendo alimentos frescos e verdes. Depois de dois dias de volta aos EUA, eu acho, por que eu estou tão inchado e cansado? É por causa da comida. Nossos ancestrais eram nômades e comiam os alimentos que estavam disponíveis em cada época. Agora nós comemos as mesmas coisas todos os dias. Nós comemos morangos todos os dias. Sanduíches todos os dias. Tomamos café todos os dias. Se estamos usando nossas preciosas células imunológicas para combater problemas com comida, elas não estarão disponíveis para lutar contra as células cancerígenas. Um teste de alergia de comida, uma ou duas vezes ao ano, pode revelar o que precisamos trocar ou cortar inteiramente da nossa alimentação. É assim que eu me mantenho saudável, e é assim que nossa sociedade também pode se tornar saudável.

Confira o scan na galeria:

B8Ir5emCIAAK7Nb.jpgB8Ir5emCIAAK7Nb.jpgB8Ir5emCIAAK7Nb.jpg

Inicio > Revistas/Scans > 2015 > New You Magazine

Fonte

Tradução: Andrezza. Não reproduza sem os créditos. Equipe ISF.

 

últimas fotos enviadas
Layout criado e desenvolvido por Flavi.A - Todos os direitos reservados - Host: Flaunt