Assim como caçadora Rayna em The Vampire Diaries, Leslie-Anne Huff dispara um monte de cenas de luta com nossos sanguessugas favoritos de Mystic Falls, mas ela passa a maior parte de seu tempo no set com um em especial: Damon Salvatore. Sua personagem está determinada a derrubar ele, seu irmão, e todos os seus amigos com dentes pontiagudos; e, a julgar pela forma de como ele está acorrentando-a, jogando-a dentro de um poço, e mesmo picado ela em pedaços, é que Damon adoraria nada mais do que se desfazer da matadora implacável para sempre. No entanto, por uma questão de Bonnie Bennett e vidas inocentes em todos os lugares, esses adversários deixaram de lado a sua aversão mútua tempo suficiente para juntar-se e eliminar todos os demônios que escaparam quando a pedra Phoenix foi destruída.

Dito isto, considerando todas as interações tensas que você compartilhou na tela na Temporada 7 de TVD, Huff ficou a conhecer Ian Somerhalder muito bem ao longo dos últimos meses. E quando, durante uma entrevista recente nossos amigos da TooFab perguntou a ela, em nome do Alloy Entertainment, o que a surpreendeu mais sobre ele, ela não tinha nada além de elogios para o ator que a levou para o mundo escuro do sobrenatural.

“Eu não sei se é pouco conhecido, mas me surpreendeu que ele é tão engraçado”, ela revelou. “Acho que agora, conhecendo-o e sabendo o show tão bem, obviamente, ele é engraçado, certo? Damon é tão grande e tão engraçado. Mas pessoalmente, Ian é tão engraçado, e ele pode pegar todo mundo sem saber, ou surpreender as pessoas com um comentário engraçado, ou imitações apenas engraçadas. Quero dizer, ele é louco! Apenas muito divertido estar ao redor. ”

E quando Somerhalder está no modo de diretor? De acordo com Huff, não só ele faz com que todos ao seu redor se sintam confortáveis, mas ele é incrível a orientar seus colegas para uma maior compreensão das motivações de seus personagens, de modo a capturar todo o impacto emocional de cada cena.

“Ele tem que realmente colocar uma visão artística do episódio para si mesmo, e depois também aproximar o trabalho para todos nós do ponto de vista de um ator – o que é muito divertido”, explicou Huff. Ela acrescenta: “Você sabe, todo diretor vem com um ponto de vista diferente, ou um lugar diferente que eles estão vindo, seja super-visual ou super-ação, e Ian é tal ator de um ator. Assim que foi realmente para começar a falar sobre, ‘O que realmente está dirigindo Rayna neste momento? “, Ou” Vamos pensar, você sabe, esta parte do passado de Rayna que vai levá-la aqui. “De modo que era tal um presente.”

Fonte.

Tradução: Fabíola Alencar. Não reproduza sem créditos. Equipe ISF.

últimas fotos enviadas
Layout criado e desenvolvido por Flavi.A - Todos os direitos reservados - Host: Flaunt