Na busca para se tornar o maior aplicativo de streaming e compartilhamento de vídeos, a empresa de Los Angeles, Oncam, arrecadou 8 milhões de dólares em financiamento de alguns investidores de Hollywood.

Entre eles esta o ambientalista e ator Ian Somerhalder, bem como a agencia de talentos UntitledEntertainment.

O fundador da Oncam, Joe Shapiro, não achava que as firmas do Vale do Silício iriam se interessar pelo seu aplicativo, que possui muitos competidores. Então ele foi atrás de pessoas que precisam de melhores ferramentas para manter audiências enormes, como as celebridades de Hollywood, influenciadores e agencias que os representam.

O aplicativo se distingue dos outros com a promessa de que ele funciona em qualquer lugar, mesmo que seja em uma cidade remota ou uma casa de shows lotada. Os usuários da Oncam podem transmitir um vídeo de si mesmos, ou assistir vídeos de outros usuários.

Cinquenta e cinco por cento do trafego de dados móveis é gerado através do uso de vídeo, de acordo com o Mary Meeker’s Internet TrendsReport 2015.

O investidor da Oncam, Ian Somerhalder, prevê que o número só tende a aumentar. Ele disse também que “O público espera poder ser capaz de interagir diretamente com as personalidades que eles amam e seguem”.

Ian é uma sensação nas redes sociais. O ator e investidor possui, entre suas diversas contas de redes sociais, mais de dez milhões de fãs seguidores.

Somerhalder falou com a The Wall Street Journal sobre a manutenção de sua considerávelaudiência nas mídias, seu investimento na Oncam e suas ambições como investidor em tecnologia. Confira:

As pessoas o conhecem como ator e produtor. Por que você quis se tornar um investidor de tecnologia também?

IS: Meus investimentos são investimentos de “impacto” e sempre serão. Eu não quero soar como o cara que ama tecnologia, mas odeia tecnologia, mas eu constantemente me pergunto: como nós equilibramos usar a tecnologia em toda a sua extensão, permitindo enriquecer nossas vidas e o planeta, mas ainda continuar humano? Como nós vamos para o cinema, levamos nossos filhos para passear, conversamos um com os outros no jantar, permanecemos saudáveis… quando temos toda essa tecnologia em nossas vidas consumindo nossa atenção, mudando nossos hábitos? Se não cuidarmos melhor disso, nós não vamos conseguir aproveitar mais nada. Estou interessado em ajudar companhias que possam decifrar o código de tudo isso.

Quais empresas você já investiu?

IS: Eu já investi em 10 companhias, incluindo a Oncam, uma empresa de tecnologia limpa chamada GoGreen Mobile Power, e a Thrive Market, um e-commerce de comida saudável. A primeira foi através da ISF, a Riot. É um site de notícias que liga cada história a uma ação. A ideia é que as pessoas possam se informar e se sentir inspiradas, e fazer algo sobre isso em vez de só ler sobre o problema, se sentindo incapaz de ajudar.

Como um investimento em um aplicativo de compartilhamento de vídeo é um investimento de “impacto”?

 IS: Nesse mundo tecnológico que vivemos, nós nos distanciamos um dos outros e da natureza. Crianças não andam de bicicletas para se encontrarem, eles só mandam uma mensagem um para o outro. Quando eu era criança nossos pais gritavam para nos trazer pra dentro de casa. Mas agora as famílias se sentam e ficam olhando pro seus celulares mesmo quando eles estão jantando em um restaurante com uma vista maravilhosa. As características da Oncam são construídas para tirar as pessoas disso, mas mantê-las conectadas através da tecnologia para eles poderem compartilhar suas experiências enquanto estão por aí no mundo. Eu planejo usar isso para levar as pessoas em diferentes expedições para inspira-las sobre conservação, bem como para leva-las por trás da câmera para ver como um show é feito.

Como você encontra tempo para pesquisar e eventualmente ajudar as empresas de tecnologia que você investiu?

 IS: Está realmente incontrolável agora. Eu também tenho uma empresa de caridade, estou em um seriado e cuido de uma empresa de produção com minha esposa – nós escrevemos, produzimos, tudo isso ao mesmo tempo. Então eu estou saturado e meio que flutuando em energia, tentando memater alimentado, saudável e descansado. Eu viajei mais que 40 semanas por ano nesses últimos 7 anos, mais de 90 voos por ano. Então estou me preparando para depois do final de The Vampire Diaries, focar a minha energia mais na minha esposa, aumentando nossa família e no desenvolvimento de empresas que estamos investindo, especialmente a Oncam.

Fonte.

Tradução: Andrezza. Não reproduza sem os créditos. Equipe ISF.

últimas fotos enviadas
Layout criado e desenvolvido por Flavi.A - Todos os direitos reservados - Host: Flaunt